&ev=PageView&noscript=1"/> Por que e como integrar gestão financeira e contabilidade?
Financeiro

Por que e como integrar gestão financeira e contabilidade? Entenda

Publicado em 14/02/2023
Por que e como integrar gestão financeira e contabilidade? Entenda

Existem duas áreas que são bastante relevantes para o sucesso de um negócio: gestão financeira e contabilidade

Embora elas sejam distintas, existem diversos pontos em comum entre os conceitos. Logo, também é interessante que os processos sejam integrados na empresa.

Essa medida consegue auxiliar a gestão geral do negócio, trazendo diversas vantagens. Por isso, é importante compreender melhor o papel de cada uma dessas áreas e de que forma a integração delas pode beneficiar a empresa.

Neste conteúdo, explicaremos o que é gestão financeira e contabilidade, a relação entre as áreas e os motivos para integrá-las. Acompanhe a seguir!

O que é gestão financeira?

A gestão financeira envolve todos os processos realizados para administrar os recursos obtidos pela empresa corretamente, ao planejar, organizar, executar e controlar as atividades envolvendo as finanças do negócio.

Isso inclui acompanhar entradas e saídas, fazer projeções, controlar operações, planejar gastos, monitorar o fluxo de caixa, fazer a gestão de riscos financeiros, entre outras tarefas. 

Portanto, o objetivo da gestão financeira é garantir que a empresa terá recursos suficientes para quitar as obrigações, encontrar formas de maximizar o potencial do negócio.

O que é contabilidade?

A contabilidade de uma empresa tem um caráter mais técnico e legal, responsável pelo registro e classificação das diversas informações financeiras. 

Os profissionais da área também podem interpretar os dados para gerar diferentes relatórios, que podem embasar a tomada de decisão da gestão.

Ainda, é preciso ter em mente que ela tem relação com os documentos contábeis, como balanço patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE). 

O setor ainda é responsável pela adequação do regime tributário, recolhimento correto de impostos, preenchimento e envio de declarações fiscais, entre outras funções.

Qual a relação entre as áreas?

Com os conceitos em mente, é mais fácil identificar a relação entre gestão financeira e contabilidade. Na verdade, elas estão interligadas, já que ambas envolvem questões relacionadas ao caixa da empresa. 

Na prática, a contabilidade é a responsável por registrar todas as informações que serão utilizadas na gestão financeira, além de mensurar dados econômicos e garantir a regularidade fiscal da empresa.

Já a gestão financeira é quem fará as movimentações e cuidará do fluxo de recursos. Parte dessa tarefa também envolve o bom planejamento financeiro. 

Ainda, os responsáveis pelo setor de finanças é que serão os responsáveis por tomar decisões estratégicas para a empresa — e, para tanto, os documentos gerados pela contabilidade se tornam fundamentais.

Sendo assim, a gestão financeira é uma atividade mais ampla, de modo que a contabilidade deve ser uma das ferramentas utilizadas por ela. Diante desse cenário, faz sentido que as áreas sejam trabalhadas de modo integrado.

Por que integrar a gestão financeira com a contabilidade?

Se você ainda tem dúvidas sobre por que integrar a gestão financeira com a contabilidade na empresa, veja os benefícios dessa prática!

Maior confiabilidade nos registros

Quando a gestão financeira e a contabilidade estão integradas, as informações se mantêm centralizadas e partem das mesmas fontes. Isso evita registros com inconsistências ou desatualizações. Como resultado, os dados utilizados pela empresa no planejamento estratégico se tornam mais precisos e confiáveis.

Suporte para a tomada de decisão

Tomar decisões acertadas é fundamental para que a empresa tenha sucesso. Para ajudar nesse processo, é preciso ter acesso a informações robustas e completas, que ajudem a visualizar diferentes cenários, os impactos das diferentes decisões e fazer escolhas mais informadas.

Aqui, a integração se torna bastante relevante ao fornecer dados financeiros completos, que refletem a situação real do negócio. A partir disso, os gestores, coordenadores e sócios poderão fazer análises mais aprofundadas para guiar as decisões.

Aumento da eficiência operacional

A integração de setores costuma ser feita por meio de sistemas de gestão, o que também permite automatizar processos. 

Assim, todos os responsáveis que precisam ter acesso aos dados ou realizar tarefas relacionadas à gestão e contabilidade terão acesso facilitado aos registros — e isso também vale para os casos em que há parceiros externos. Tudo isso amplia a eficiência das operações da empresa.

Otimização de processos

Com acesso às informações completas e atualizadas proporcionado pela integração da gestão financeira e contabilidade, é possível fazer análises dos processos para identificar gargalos e pontos de melhoria. 

A partir disso, a empresa pode fazer as devidas correções, criando fluxos otimizados que melhoram os processos internos.

Redução de erros

Quando as áreas trabalham integradamente, as chances de cometer erros são reduzidas, já que as informações e registros terão maior confiabilidade. 

Como resultado, a empresa consegue reduzir o volume de retrabalho e evitar a aplicação de penalidades que podem surgir diante do descumprimento de obrigações financeiras ou fiscais.

Redução de custos

Outro benefício da integração das áreas é a redução de custos. Primeiro, isso acontece diante da otimização de processos e redução de erros, o que faz com que os recursos internos sejam melhor aproveitados, beneficiando as finanças corporativas. 

Ainda, surgem possibilidades de eliminar etapas desnecessárias, reduzir processos manuais e diminuir custos com multas, por exemplo.

Como fazer a gestão financeira e a contabilidade conversarem?

A integração entre gestão financeira e contabilidade exige uma boa estruturação dos processos, além da escolha de ferramentas de suporte. Em geral, é preciso ter um software de gestão financeira e contabilidade, que permitirá centralizar informações, gerar relatórios e automatizar tarefas.

Também é interessante padronizar processos e informações, para facilitar a comunicação entre os setores, profissionais e parceiros envolvidos nas atividades. Outro ponto relevante é o treinamento e a capacitação de toda a equipe. Afinal, todos precisam estar prontos para lidar corretamente com essa integração.

Por fim, vale a pena definir metas e acompanhar todos os processos. Ao adotar essa medida, surgirão oportunidades de identificar a necessidade de melhorar alguns pontos e tomar decisões mais adequadas para promover a melhor integração entre as áreas.

Como vimos, gestão financeira e contabilidade são complementares, então a integração proporciona uma série de benefícios para a empresa. 

Dessa forma, é possível otimizar processos, reduzir custos e ampliar o potencial de sucesso do negócio. Portanto, vale a pena buscar formas de aplicar essa estratégia.

Este conteúdo foi útil? Aproveite para conferir outras dicas em nossas redes sociais: siga nossas páginas no Instagram, LinkedIn e YouTube!

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir