EBTIDA: como calcular no seu negócio?
Filtro de Categorias
26/04/2022

Mapah

EBTIDA: como calcular no seu negócio?

EBTIDA: como calcular no seu negócio?

EBITDA: o que é, como calcular e por que usar esse indicador financeiro? Com certeza em algum momento de sua jornada você já parou para se fazer essa pergunta, certo? Pois bem, indo direto ao ponto, o EBITDA é uma sigla em inglês que significa Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization. Em português, “lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização” (também conhecida como Lajida). É um indicador muito utilizado para avaliar a performance de empresas de capital aberto.

Ou seja, trata-se de um indicador financeiro muito usado para tomar decisões de investimento, cuja função é mostrar a capacidade de geração de caixa operacional da empresa e informar aos investidores como anda a eficiência e produtividade de um negócio. 

Esse é um conceito muito importante para investidores de todos os níveis. Ele ajuda a entender os balanços das empresas, auxilia na descoberta do potencial de geração de caixa na atividade fim, determina a evolução da produtividade e da eficiência ao longo dos anos.

Se interessou pelo assunto? Ao longo desse artigo você vai entender melhor como é feito esse cálculo e como avaliar o EBITDA de forma assertiva.

A importância do EBTIDA

É provável que você já tenha visto o EBITDA em notícias sobre o desempenho de ações, já que a sigla é famosa entre os investidores que acompanham as análises de mercado. Com ele, é possível descobrir quanto a empresa está gerando com suas atividades operacionais, não incluindo investimentos financeiros, empréstimos e impostos

Sendo assim, a divulgação do EBITDA é uma forma do investidor descobrir qual é a realidade financeira da companhia e se ela está melhorando sua competitividade e sua eficiência ao decorrer dos anos.

Ou seja, esse indicador é uma forma de analisar apenas a geração de caixa operacional da empresa, sem levar em conta custos que não estão ligados à essência do negócio (impactos financeiros e de impostos sobre o lucro).

EBITDA x lucro líquido

Tecnicamente, o lucro líquido é o resultado contábil final da empresa, mostrando quanto sobrou no caixa após a dedução de todos os custos e despesas. Já o EBITDA vai indicar justamente o valor do lucro antes da operação da companhia. São indicadores parecidos, mas não a mesma coisa, porém são complementares entre si.

Sendo assim, quando a análise é feita apenas com base no lucro líquido, o impacto de juros, financiamentos e depreciação pode reduzir consideravelmente o resultado final da empresa, mesmo que ela esteja gerando um bom caixa e caminhando para um futuro promissor. 

Uma vez que lucro líquido pode ser inflado por investimentos não relacionados às atividades do negócio e isso dificulta a análise da geração de caixa. Isso faz com que o EBITDA seja uma maneira mais confiável de analisar o potencial real da empresa para gerar lucros aos sócios e acionistas. 

• 7 noções de contabilidade que todo gestor precisa ter

Como calcular o EBTIDA

Para calcular o Ebitda, primeiramente, você precisa descobrir o lucro operacional. No Brasil, o lucro operacional é o resultado da subtração, a partir da receita líquida, do custo das mercadorias comercializadas e das despesas operacionais.

Para o próximo passo, é preciso adicionar ao lucro operacional a depreciação e a amortização inclusos no custo de mercadoria vendida e nas despesas operacionais. O motivo é que essas contas não se constituem de uma redução efetiva do caixa no período.

Por outro lado, também é possível calcular o Ebitda começando pelo lucro líquido da empresa, ou seja, pelo final do demonstrativo de resultado. Sendo assim, é necessário somar ao lucro líquido da empresa, o imposto de renda (IR) e contribuição social (CSLL), o resultado financeiro líquido, a depreciação e a amortização.

EBITDA = Lucro operacional líquido + Depreciações + Amortizações

Por exemplo, se uma empresa possui lucro líquido de R$ 100 milhões, depreciações de R$ 10 milhões e amortizações de R$ 20 milhões, o EBITDA será de R$ 130 milhões — simples assim.

Embora a simplicidade se faça presente na hora de calcular o EBTIDA, ter expertise em contabilidade se torna fundamental não apenas para calcular o dado, mas, principalmente, para saber como interpretá-lo. 

Para uma análise mais assertiva do EBITDA, é recomendável avaliar o histórico desse indicador dos últimos anos. Nessa análise, caso esse indicador esteja aumentando, é um bom sinal. Contudo, caso seja constatado que ele está diminuindo, é necessário investigar os motivos disso. 

Nós temos um time especializado de consultores que estão preparados para apoiar o crescimento do seu negócio, oferecendo todos os recursos para que você avance com segurança e estabilidade.

Newsletters

Cadastre-se e receba notícias
toda semana direto no seu e-mail!

Clique aqui

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir