Como analisar relatórios gerenciais financeiros da sua empresa mensalmente?
Filtro de Categorias
01/06/2022

Mapah

Como analisar relatórios gerenciais financeiros da sua empresa mensalmente?

Como analisar relatórios gerenciais financeiros da sua empresa mensalmente?

É essencial para a saúde do negócio ter em mãos relatórios gerenciais. Ao realizar um compilado de dados e informações sobre a sua empresa, como demonstrações financeiras e de métricas empresariais, o empresário expande o campo de visão, possibilitando uma gestão mais inteligente da sua organização.

Possuir relatórios gerenciais e saber analisá-los é essencial para a saúde da empresa. A partir destas análises, é possível compreender se existem possíveis erros ou gastos desnecessários, evitando assim, prejudicar o fluxo de caixa da empresa. Mais que isso, os relatórios também permitem melhorias e ajustes nos processos que visam trazer economia e aumentar os lucros.

Por isso, é importante que seja apresentado e avaliado mensalmente o relatório gerencial. Como benefícios para a empresa podemos listar:

  • O esclarecimento de objetivos e metas traçadas a médio e longo prazo;
  • Entender como funciona a liquidez do negócio; 
  • Ajustar as atividades que utilizem do orçamento conforme o que se tem disponível em caixa;
  • Criar planos e orçamentos almejando o crescimento da empresa;
  • Ter um fundo de reserva;
  • Viabilizar investimentos.

Na leitura de hoje, iremos auxiliá-lo a fazer uma análise concisa e correta dos relatórios gerenciais da sua empresa.

Em primeiro lugar, é preciso destacar que a gestão de uma empresa envolve uma série de variáveis, e é importante frisar que a maior parte delas é diretamente afetada caso haja algum problema na gestão gerencial.

Com dados em mãos e sabendo fazer uma boa análise, é possível obter detalhadamente as operações ocorridas na empresa e, dessa forma, colaborar com o processo de tomada de decisões. Por isso, é importante que os relatórios gerenciais sejam sempre objetivos e atualizados tempestivamente, contendo dados e informações relevantes e organizadas. 

Qual a finalidade de um relatório gerencial financeiro?

O relatório gerencial financeiro é o mais comum e mais importante dentro das análises de competência de um empreendimento. É utilizado dentro de uma empresa, e para que suas informações sejam eficientes, é preciso fazer o levantamento de tópicos importantes para a gestão do empreendimento. Somente através desses tópicos, é possível visualizar as despesas, gastos, custos com operações e contas a pagar ou receber.

Dentre os relatórios gerenciais financeiros mais comuns, podemos considerar a Demonstração de Resultados do Exercício (DRE), Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC) e contas a pagar e a receber.

O que podemos considerar como um bom relatório gerencial?

Dentre a análise de competência para um bom relatório gerencial, devemos considerar como indicadores importantes o balanço patrimonial, a análise dos resultados obtidos, os custos operacionais da organização, liquidez da empresa, DRE e DFC. 

É importante frisar que os indicadores são direcionamentos de análise para áreas específicas do negócio. Por isso, dependendo das métricas e indicadores utilizados, os relatórios podem ser interpretados de maneiras distintas.

Balanço patrimonial 

É um dos itens que devem ser considerados, pois demonstra qual é a situação real do patrimônio da empresa em determinado período. O termo “balanço” vem do equilíbrio entre valores dos ativos, passivos e de patrimônio líquido, com o objetivo principal de mostrar o contexto econômico e financeiro do negócio. 

Na análise do balanço patrimonial, é importante manter a organização dos dados em dia, agrupando-os por categorias de ativos e líquidos. Esse modelo também apresenta dados qualitativos e quantitativos, sendo um “item” fundamental para realizar a análise, fazendo com que ela seja mais detalhada com relação a crédito, dívidas e outros fatores imprescindíveis para uma gestão financeira de excelência. 

DRE

O Demonstrativo de Resultados do Exercício são normas contábeis padronizadas. A elaboração e apresentação deste documento é anualmente exigida para empresas do tipo sociedades por ações no Brasil. 

Neste documento são encontradas informações sobre o desempenho, lucro e vendas. Ou seja, dados brutos da organização que são acompanhados de forma frequente por investidores. 

DFC

O demonstrativo de fluxo de caixa é um dos tipos de relatórios financeiros. Nele estão presentes as entradas e saídas da empresa, oferecendo informações importantes, como fluxo de entrada e saída de capital de uma companhia. 

Para a construção de um DFC, é necessário incluir os fluxos da produção empresarial, o investimento realizado e os financiamentos e empréstimos existentes. Esta análise se refere a um regime de competência. 

Resultados obtidos 

Estes resultados também podem ser considerados um parâmetro importante para a realização da análise. Isto porque, para encontrá-los, é preciso realizar a soma de entrada e saída da empresa. O dinheiro entra em caixa com produtos ou serviços vendidos e a saída do custo para a produção deste produto ou serviço é analisado e registrado neste tópico.

Custos operacionais 

Os custos operacionais de uma organização caracterizam os gastos essenciais para continuar exercendo sua atividade primária, ou seja, custos como aluguel, água, luz, internet e colaboradores. Manter o controle sobre esses gastos a partir do capital de giro para o investimento é essencial para não haver nenhum susto no final do mês. 

É importante também que se mantenha o controle sobre as contas a pagar e receber,  pois estas ajudam a manter um controle sobre o andamento e as condições financeiras da empresa. 

Somente com estas informações é possível determinar as entradas e saídas de maneira equilibrada, garantindo o funcionamento saudável ao longo dos anos. 

Liquidez da empresa

Por último, é importante realizar uma avaliação referente a liquidez da empresa, sendo esse um dos principais pontos de um relatório financeiro.

Isto porque a liquidez de uma empresa apresenta quais bens empresariais podem ser investidos e vendidos, definido o valor do patrimônio. Os ativos circulantes da empresa, como estoque, aplicações financeiras, valores presentes em caixa, pagamentos a fornecedores, obrigações tributárias e dívidas devem estar presentes nesta análise. Assim como pendências futuras, sejam elas investimentos ou dívidas. 
Atualmente, existem diversas ferramentas no mercado contábil que auxiliam nessa sincronização e automatização das informações para uma análise mais rápida e concisa. 

Como realizar um relatório gerencial? 

Após as informações dos dados essenciais para estudo, deve-se reunir todas as informações dos itens citados acima, buscando informações relevantes sobre a saúde financeira da empresa e no planejamento estratégico de atividades para o negócio.  

Para isso, centralize as informações e os dados necessários em planilhas e documentos. Dessa maneira, você otimiza tempo ao fazer a leitura de todas as informações mais importantes de uma só vez. 

Simplifique o relatório para que o máximo de pessoas consigam absorver as informações presentes nele. Vale lembrar que esse documento é fundamental para a saúde financeira do negócio. Logo, por mais simplificado que ele seja, deve trazer informações reais para que não haja problemas futuros. 

Em conclusão, invista em softwares e em colaboradores especializados que possam auxiliar nesse processo, ou em uma empresa com expertise. É fundamental que as pessoas ou empresas responsáveis por essa análise compreendam realmente o que está sendo feito. Assim, diminui a chance de erros.

Conclusão

Percebemos que a leitura correta de um relatório financeiro traz grandes benefícios para a saúde do empreendimento. Atualmente, já existem sistemas online que podem auxiliar na confecção e elaboração dos relatórios solicitados. Criando uma gestão facilitada que pode socorrer o empreendimento e seus colaboradores em diversas situações. 

A Mapah possui uma ferramenta de automação contábil que permite a geração de relatórios inteligentes, o Mapah Hub. O modelo Bussiness Intelligence facilita a tomada de decisão de forma mais assertiva, através de uma leitura de dados contábeis de forma prática e concisa. 

Além disso, nossos especialistas andam lado a lado com o cliente, atuando de forma consultiva na leitura dos relatórios, proporcionando uma visão estratégica, com segurança e qualidade.

Entre em contato com um de nossos consultores e agende uma conversa para conhecer mais sobre a contabilidade como ferramenta de gestão. 

A empresa não precisa confeccionar o relatório, esse trabalho é da Mapah. Eles precisam ter em mãos e, com a nossa ajuda, analisar e tomar decisões.

Newsletters

Cadastre-se e receba notícias
toda semana direto no seu e-mail!

Clique aqui

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir