&ev=PageView&noscript=1"/> Gestão do patrimônio familiar: o que é e como fazer?
Contábil Empresarial

Dicas contábeis para gestão do patrimônio familiar

Publicado em 10/08/2022
Dicas contábeis para gestão do patrimônio familiar

No nosso sistema tributário, a manutenção do patrimônio familiar é um verdadeiro desafio a ser enfrentado. A tendência de grandes corporações é investir recursos no mercado imobiliário, acumulando patrimônio familiar composto, basicamente, por imóveis adquiridos ou herdados. 

Nesse sentido, a manutenção de patrimônio é um serviço no qual profissionais controlam e administram os bens, direitos e passivos de um indivíduo, uma família ou uma empresa, ou apenas prestam consultoria nessa área.

Qual a importância e como calcular o Retorno sobre o Patrimônio Líquido?

O serviço de gestão de patrimônio consiste em um diagnóstico da situação financeira através de um estudo completo sobre os ativos financeiros da empresa, da família ou indivíduo com uma entrega completa de dados sobre a composição do patrimônio, que são os ativos financeiros, imóveis, veículos, itens de decoração, joias, bens pessoais, coleções, obras de arte, dívidas, entre muitas outras coisas.

Uma abordagem holística é adotada na gestão de patrimônio. Vale ressaltar que para atender às necessidades, muitas vezes complexas do cliente em questão, uma ampla gama de serviços – como consultoria de investimentos, planejamento imobiliário, contabilidade, aposentadoria e serviços fiscais – pode ser fornecida. Por isso, no artigo de hoje nós vamos falar sobre a manutenção do patrimônio familiar através de dicas de contabilidade que certamente irão fazer a diferença para você!

O que é gestão de patrimônio?

A gestão de patrimônio é um processo que consiste em administrar e proteger o patrimônio de uma pessoa, família ou empresa. Ela inclui a identificação, a avaliação e a gestão de todos os ativos e passivos do patrimônio, bem como a definição de estratégias para alcançar os objetivos financeiros do cliente.

Dessa forma, a gestão de patrimônio reúne estratégias e práticas que envolvem o planejamento, proteção e crescimento dos ativos e recursos financeiros de uma pessoa ou família. Assim, consiste em tomar decisões inteligentes sobre investimentos, controle de despesas, planejamento sucessório e proteção dos bens, levando em consideração os objetivos financeiros de curto e longo prazo.

A gestão de patrimônio pode ser realizada por um profissional chamado de gestor de patrimônio, que é um profissional qualificado e experiente em finanças pessoais, investimentos e planejamento financeiro. O gestor de patrimônio trabalhará com o cliente para entender suas necessidades e objetivos financeiros, e desenvolverá uma estratégia personalizada para alcançar esses objetivos.

Os serviços de gestão de patrimônio podem incluir:

  • Análise de investimentos
  • Planejamento financeiro
  • Planejamento sucessório
  • Administração fiscal
  • Planejamento de seguros
  • Gerenciamento de riscos

A gestão de patrimônio pode ser uma ferramenta valiosa para pessoas, famílias e empresas que desejam proteger e aumentar seu patrimônio. Ela pode ajudar os clientes a alcançar seus objetivos financeiros, reduzir seus riscos e tomar decisões mais informadas sobre seu dinheiro.

Quais tipos de gestão de patrimônio existem?

Existem dois tipos principais de gestão de patrimônio: gestão de patrimônio privada e gestão de patrimônio familiar.

  • Gestão de patrimônio empresarial é um serviço prestado a  empresas e envolve a identificação, a avaliação e a gestão de todos os ativos e passivos da empresa, bem como a definição de estratégias para alcançar os objetivos financeiros.
  • Gestão de patrimônio familiar é um serviço prestado a famílias com alto patrimônio. Os gestores de patrimônio familiares oferecem uma gama ampla de serviços, incluindo planejamento financeiro, investimentos, planejamento sucessório, administração fiscal, planejamento imobiliário e planejamento de segurança.

Os gestores de patrimônio são profissionais qualificados e experientes em finanças pessoais, investimentos e planejamento financeiro. Eles trabalham com os clientes para entender suas necessidades e objetivos financeiros, e desenvolvem uma estratégia personalizada para alcançar esses objetivos.

Os gestores de patrimônio podem ajudar os clientes a alcançar seus objetivos financeiros de várias maneiras, incluindo:

  • Análise de investimentos: os gestores de patrimônio podem ajudar os clientes a analisar seus investimentos e desenvolver uma carteira diversificada que atenda às suas necessidades e objetivos.
  • Planejamento financeiro: os gestores de patrimônio podem ajudar os clientes a desenvolver um plano financeiro abrangente que cubra todas as suas necessidades, como aposentadoria, educação dos filhos e planejamento sucessório.
  • Planejamento sucessório: os gestores de patrimônio podem ajudar os clientes a planejar a transição de seu patrimônio para seus herdeiros, de forma a minimizar os impostos e garantir que seus desejos sejam atendidos.
  • Administração fiscal: os gestores de patrimônio podem ajudar os clientes a administrar suas finanças fiscais e garantir que eles estejam aproveitando todos os benefícios fiscais disponíveis.

Para que serve a gestão de patrimônio familiar?

Se você pensa que quem possui um grande patrimônio não tem com o que se preocupar, é melhor repensar! Afinal, quanto mais ativos, mais obrigações e pontos de atenção.

Máquinas e veículos precisam de manutenção, imóveis podem se desvalorizar, mercadorias em estoque podem estragar e muitas das vezes, o acúmulo de ativos pode gerar muitos passivos e a gestão e manutenção de patrimônio ajuda a reconhecer quando há algo de errado.

O patrimônio familiar passou por uma evolução ao longo do tempo e, com isso, os objetivos passaram por mudanças também. Na fase inicial do empreendedorismo, a principal preocupação é com a sobrevivência. Já na fase da prosperidade o objetivo é o sucesso. Por fim, na fase de cuidado/manutenção o objetivo é dar continuidade.

Antigamente a gestão de patrimônio era utilizada somente por detentores de grandes fortunas mas, nos últimos anos, isso mudou. Hoje, famílias com riquezas acima de 10 milhões de reais já têm acesso aos mesmos benefícios antes inacessíveis.

A construção do patrimônio geralmente acontece na primeira geração e em média desaparece ao fim de duas ou três gerações posteriores, segundo as pesquisas.

Por isso, é importante pensar sobre o legado que será deixado.

Aprenda a reduzir custos no seu negócio através da organização financeira

Como fazer gestão de patrimônio para proteger a riqueza e bem-estar de famílias que são donas de negócios?

É fundamental contar com um apoio profissional para a gestão e manutenção contábil de patrimônio. Essa especialidade do mercado financeiro garante serviços de consultoria, planejamento e gestão de investimentos para pessoas físicas e jurídicas.

Lembrando que esse trabalho só deve ser realizado por profissionais preparados e habilitados pela Comissão de Valores Mobiliários. O que esse profissional irá te oferecer?

  • Diluição de custos e acesso às melhores alternativas de investimentos; 
  • Política de investimentos desenvolvida de forma personalizada para o cliente; 
  • Assessoria profissional em todos os aspectos ligados ao patrimônio – como área jurídica, fiscal, contábil e financeira; 
  • Administração de recursos e patrimônio mais adequada para cada situação; 
  • Reavaliação contínua dos resultados, com balanceamento de ativos, monitoramento de risco e modificações nas alocações dos recursos.

Com uma manutenção contábil de patrimônio profissional, as famílias delegam o gerenciamento de sua riqueza segundo seus objetivos.

Dicas de contabilidade para manutenção de patrimônio familiar

Agora que você entende melhor o assunto, confira algumas dicas essenciais.

Normas e legislação: faça uma pesquisa sobre o CPC-27, ele mostra quais os procedimentos devem ser seguidos no pronunciamento contábil do ativo imobilizado;

Elabore um manual: documente todas as  normas e procedimentos a serem seguidos no controle patrimonial;

Defina bem os processos: como o controle patrimonial será feito na prática vai depender muito da complexidade do patrimônio em questão, mas é importante que os processos sejam bem definidos e distribuídos;

Faça revisões periódicas: os bens se depreciam, é essencial revisar periodicamente os valores atribuídos aos ativos.

Recupere os tributos: caso o item anterior seja feito de maneira adequada, é possível pedir a recuperação de créditos tributários sob a depreciação de determinados ativos.

Os principais KPI’s financeiros para uma empresa saudável

Conclusão

A gestão de patrimônio familiar é algo que realmente exige um certo trabalho. Por isso é tão importante deixar a gestão patrimonial nas mãos de profissionais especializados, que entendem de todas as especificidades que o assunto.

Um plano de gestão e manutenção tem como objetivo dar sustentação ou melhorar o padrão de vida familiar, do indivíduo ou da empresa, reduzindo os passivos e tributos e alinhando os objetivos aos ativos financeiros e patrimônio, deixando a situação financeira organizada e trazendo tranquilidade.

Entre em contato conosco e entenda como nossa equipe pode te ajudar!

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir