&ev=PageView&noscript=1"/> Como calcular e acompanhar o lucro líquido operacional
Financeiro

Por que sua empresa precisa acompanhar o lucro líquido operacional? Entenda como calcular

Publicado em 06/10/2022
Por que sua empresa precisa acompanhar o lucro líquido operacional? Entenda como calcular

Muitos investidores afirmam que o lucro operacional é a métrica mais importante em seu negócio. Saber seu lucro operacional líquido é uma parte crucial da sua gestão financeira. Afinal, é por meio desse indicador que o empresário consegue determinar o resultado obtido via atividade principal do seu negócio.

Além disso, é o lucro líquido operacional que financiará o desenvolvimento da empresa. Isso porque, além de remunerar os investidores, o resultado positivo proporcionará crescimento por meio de investimentos em pessoal, produtos e tecnologia.

O que é Lucro líquido operacional?

Indo direto ao ponto: o lucro líquido operacional nada mais é do que o resultado obtido pela atividade final da empresa, sendo suas operações. Assim, esse lucro irá considerar em seu cálculo apenas as deduções essenciais para que essas operações possam ocorrer. No caso, despesas comerciais, administrativas e operacionais.

Ou seja, o lucro líquido operacional é o lucro gerado unicamente pela operação do negócio. Consequentemente, para chegarmos a ele, devemos descontar todas as despesas administrativas, operacionais e comerciais.

O que é lucro bruto?

O lucro bruto é o lucro operacional, porém nele são incluídas apenas as deduções de Custos de Produção e Custo da Mercadoria Vendida (CMV).

Ele está sempre relacionado aos gastos com estoques e antecede o EBITDA/EBIT/EBT na DRE. Uma característica importante do lucro bruto é que ele não considera despesas fixas, comerciais ou administrativas em seu cálculo. Sendo esse um grande diferencial do lucro líquido operacional.

Lucro operacional, EBIT e EBITDA: qual a diferença entre eles?

Antes de apontarmos as diferenças, precisamos entender suas definições:

EBIT

É um indicador. Ele mostra a lucratividade da empresa antes de considerar as despesas com impostos e juros. Contabiliza apenas o lucro com a atividade principal da empresa. Assim, desconsidera investimentos financeiros, capital ou outros rendimentos.

EBITDA

O papel do EBITDA é mostrar para os investidores se a empresa consegue gerar receita por meio da atividade principal. Também avalia o caixa segundo as despesas e receitas, mostrando quanto a empresa gera de rentabilidade sem incluir:

  • impostos pagos;

  • investimentos realizados e;

  • empréstimos feitos.

Tanto o EBIT quanto o EBITDA mostram os lucros e prejuízos de uma empresa, sendo eles indicadores que interessam, principalmente, a investidores. Isso porque, é por meio deles que é possível ter uma ideia da saúde financeira do negócio.

Sendo assim, eles apresentam uma visão mais ampla da gestão financeira. Além disso, ajudam a definir estratégias para manter a situação das contas da empresa em equilíbrio.

Já o lucro operacional, como já mostramos, é toda a receita com as despesas operacionais e o retorno obtido a partir da atividade principal.

Qual a importância de acompanhar o lucro operacional do seu negócio?

Como já mencionado anteriormente, esse indicador será crucial para avaliar o sucesso da organização. Isso porque, é por meio dele que a empresa consegue:

  • remunerar os sócios e os colaboradores;

  • investir em novos projetos, para continuar a crescer;

  • formar reservas financeiras, para o negócio ser mais sustentável.

Assim, como qualquer indicador contábil, o lucro operacional funciona como uma eficiente medida de desempenho. Por esse motivo, na contabilidade, ele é um dos principais componentes do Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE), revelando a lucratividade que o empreendimento tem na relação ''compras de fornecedores versus vendas''.

Em sua análise, por exemplo, um resultado muito baixo pode indicar que as vendas não estão gerando a receita esperada. Isso pode ser causado por gastos elevados em compras, má precificação dos serviços ou por ambos os fatores.

Como calcular o lucro operacional?

Para calcular o lucro operacional, é utilizada a seguinte fórmula:

Lucro operacional = Lucro Bruto – Despesas Operacionais + Receitas Operacionais

Dentro dessas despesas operacionais estão incluídas despesas administrativas, comerciais e diversas. Sendo:

Despesas administrativas: os gastos que não estão ligados à atividade principal da companhia. São exemplos, seguros e benefícios, compra de materiais da empresa, telefonia, custos com contratações, dentre outros.

Despesas comerciais: gastos essenciais para o negócio conseguir operar. São custos referentes ao funcionamento da empresa como propagandas e publicidade, devoluções de vendas, etc.

Despesas diversas: aquelas despesas que não são utilizadas nem nas atividades comerciais, nem na administração do negócio. Entretanto, existem no dia-a-dia e que precisam ser consideradas.

Para entender melhor, utilizaremos o seguinte exemplo:

No período X, uma empresa vendeu R$ 20.000,00 em produtos de cosméticos. A mesma, ocorreu R$300,00 em devoluções, R$200,00 em descontos e R$4.000,00 em impostos. Assim:

  • as despesas operacionais totalizaram R$ 2.000,00 e;

  • as receitas operacionais R$2.500,00.

A receita líquida seria R$20.000,00 – R$300,00 – R$200,00 – R$4.000,00 = R$15.500,00. Considerando que o Custo da Mercadoria Vendida (CMV) seja de R$ 4.000,00, o lucro bruto será R$ 15.500,00 – R$ 4.000,00 = R$ 11.500,00

Agora é só aplicar a fórmula:

Lucro Operacional = 11.500,00 – 2.000,00 + 2.500,00 = 12.000,00.

Dessa forma, a empresa obtém o lucro de R$12.000,00 com a operação do negócio.

Essa informação é muito importante na hora de montar o planejamento de vendas e despesas para o próximo período. Também é útil para avaliar a saúde financeira dos rendimentos operacionais.

Vale ressaltar que a forma mais direta de se determinar o lucro operacional do negócio é utilizar um importante demonstrativo contábil, a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE). Por resumir os resultados da empresa obtidos em determinado período, ela é considerada uma importante ferramenta de análise.

O que é a margem do lucro operacional e como calcular?

A margem de lucro operacional líquido é uma medida financeira. Ela permite avaliar dois elementos:

  • a eficiência operacional e;

  • a lucratividade de uma empresa.

Essa medida deve ser calculada dividindo o lucro operacional líquido pela receita líquida e multiplicando o resultado por 100 para obter uma porcentagem.

Assim: MO = LO - RL X 100.

A ideia é que essa porcentagem indique quanto a empresa consegue lucrar para cada Real em vendas líquidas que faz.

No geral, a margem de lucro operacional líquido é uma ferramenta importante para avaliar a saúde financeira de uma empresa. Dessa forma, ela pode ser usada para comparar o desempenho de diferentes empresas ou períodos históricos.

Como calcular

Consideramos um exemplo para entender melhor como calcular a margem de lucro operacional líquido.

Suponha que uma empresa tenha uma receita líquida de R$1.000.000,00. Seu lucro operacional líquido é de R$200.000,00.

Para calcular a margem de lucro operacional líquido, primeiro dividimos o lucro operacional líquido pela receita líquida: 200.000 / 1.000.000 = 0,2. Em seguida, multiplicamos o resultado por 100 para obter a porcentagem: 0,2 x 100 = 20%.

Isso significa que a empresa tem uma margem de lucro operacional líquido de 20%, ou seja, para cada R$1,00 em vendas líquidas, a empresa consegue lucrar R$0,20.

Como analisar o lucro líquido operacional da empresa?

Como você já sabe, o lucro operacional é muito utilizado por investidores. Assim, os próprios gestores precisam analisá-lo no demonstrativo de resultados para saber se os negócios vão bem. Até porque, um lucro operacional positivo demonstra que as operações da organização conseguem dar retorno.

Isso demonstra que o andamento de suas atividades é saudável. Por outro lado, números negativos são um sinal de alerta quanto à viabilidade das operações realizadas.

Outro aspecto que merece atenção é: o lucro líquido nunca pode ser maior que o lucro operacional. Isso indica que a maioria das entradas não está relacionada às práticas de base da empresa. Aliás, quando isso ocorre, outras captações monetárias podem estar mantendo os rendimentos e “mascarando” a ineficiência dos processos.

Nesse sentido, vale salientar que não basta apenas saber como calcular o lucro operacional para garantir uma boa gestão. Tanto para escolher um investimento quanto para gerir uma empresa, seu uso deve ser contextualizado com outras métricas.

Como aumentar o lucro operacional da empresa?

Acreditamos que existem medidas que podem maximizar o faturamento e minimizar as despesas de qualquer organização. Para aumentar o lucro operacional da empresa, é importante considerar cada uma delas. Por isso, confira agora algumas dicas importantes que você pode colocar em prática.

  1. Amplie sua carteira de clientes;

  2. Explore estratégias de otimização de vendas: fidelização de clientes e precificação inteligente;

  3. Tenha controle sobre todas as suas despesas: Isso porque manter o domínio sobre o orçamento é extremamente importante para melhorar a saúde financeira de qualquer organização;

  4. Reduza os custos variáveis: os custos variáveis são aqueles relacionados ao gasto de produção ou aquisição de um produto, ou oferta de um serviço. É importante analisar esses custos e encontrar maneiras de reduzi-los sem comprometer a qualidade do produto ou serviço;

  5. Reduza os custos fixos: os custos fixos são aqueles que não variam com o volume de produção ou vendas. Exemplos são água, luz, impostos, aluguel, salários, entre outros. É importante analisar esses custos e encontrar maneiras de reduzi-los sem comprometer a operação da empresa

  6. Invista em marketing: esta é uma ferramenta importante para aumentar o faturamento da empresa. É importante investir em estratégias de marketing que ajudem a atrair novos clientes e fidelizar os existentes

  7. Capacite sua equipe: uma equipe bem treinada e capacitada pode ajudar a aumentar a eficiência operacional da empresa e, consequentemente, aumentar o lucro operacional.

É importante entender que essas são apenas algumas dicas para aumentar o lucro operacional da empresa. Isso porque cada empresa é única e pode ter suas próprias estratégias para alcançar resultados. Por isso, o indicado é você considerar essas dicas sempre em função do tamanho e das características do seu negócio para se aprofundar de maneira adequada.

Conclusão

Como você pôde perceber nessa leitura, ter conhecimento do lucro operacional é importante. Isso contribui de duas formas no contexto empresarial:

  • para o desenvolvimento de uma boa estratégia de negócio e;

  • no auxílio à tomada de decisões.

Entretanto, é necessário ressaltar que, apesar da importância do lucro operacional como indicador, nunca devemos analisar empresas somente por dados isolados. Uma análise completa e profunda sempre se faz necessária. Sendo assim, é muito importante contar com apoio profissional. Nesse momento, a Mapah pode auxiliar a sua empresa. Oferecemos uma contabilidade consultiva focada na gestão do seu negócio. Entre em contato com um de nossos consultores e agende uma conversa.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir