MPEs: Fampe ajudou mais de 130 mil empresas a conseguirem empréstimos durante a pandemia
Filtro de Categorias
26/04/2022

Contábeis

MPEs: Fampe ajudou mais de 130 mil empresas a conseguirem empréstimos durante a pandemia

Cerca de R$8 bilhões foram distribuídos entre as pequenas empresas (MPEs) com o apoio do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe).

MPEs: Fampe ajudou mais de 130 mil empresas a conseguirem empréstimos durante a pandemia

Durante a pior fase da pandemia, as micro e pequenas empresas (MPEs) tiveram que recorrer a diversas opções para conseguirem manter seus negócios funcionando, e o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) foi uma das portas abertas para os empreendedores.

Com a ajuda do Fampe, mais de 130 mil micro e pequenas empresas (MPE) conseguiram obter em torno de R$ 8 bilhões em empréstimos nos anos de 2020 e 2021.

O valor das operações efetivadas durante a pandemia corresponde a um pouco mais de 30% de todo o volume de crédito garantido pelo Fampe desde sua criação em 1995. Nesses 27 anos, o fundo de aval já financiou 25,8 bilhões em operações de crédito, com quase 470 mil contratações até o último mês de fevereiro.

O Fampe é um fundo garantidor gerido pelo Sebrae que atua como avalista das operações de crédito para os pequenos negócios, desempenhando o importante papel de fornecer as garantias sobre o crédito que muitas vezes esses empreendedores não podem ou conseguem fornecer às instituições financeiras.

Atualmente, já são 20 instituições financeiras credenciadas para concederem financiamentos com as garantias do fundo de aval do Sebrae. Entre elas, destacam-se Caixa, Banco do Brasil, BRB, Sicoob, Sicredi, Banco Original, Banrisul, Banco Banese, entre outras.

Garantias na solicitação de empréstimos

A falta ou insuficiência de garantias disponibilizadas durante a solicitação de empréstimo corresponde a um dos principais obstáculos enfrentados pelos pequenos negócios para acessar as linhas de crédito disponíveis no mercado. 

Nessas situações, quando o empresário não tem garantias para oferecer, ele pode buscar atrelar ao empréstimo as garantias fornecidas pelos fundos garantidores.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destaca que o crédito foi fundamental para fornecer os recursos tão necessários para a sobrevivências de todos os pequenos negócios – sejam eles microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedor individual – seja para reformular seus modelos de negócios, sobretudo no ambiente virtual, ou se adequar aos protocolos de segurança para o momento de reabertura. 

Entretanto, segundo ele, mesmo com o controle da pandemia, o cenário permanece difícil com a alta da inflação e o aumento das taxas de juros.  

“Entendemos que é um cenário desafiador para os pequenos negócios e para a economia do país como um todo, mas é o momento também de mais uma vez mostrarmos que os pequenos negócios têm potencial para serem os grandes protagonistas da retomada do desenvolvimento econômico e social do país”, finalizou Melles.

Com informações Agência Sebrae

Newsletters

Cadastre-se e receba notícias
toda semana direto no seu e-mail!

Clique aqui

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir